Como fazer com que os pais dos estudantes sejam mais atuantes no âmbito escolar?

11 de abril de 2023


Tudo que vem para somar no processo de ensino-aprendizagem é muito bem-vindo. E, nesse sentido, a proximidade das escolas quanto aos pais dos alunos é algo que precisa ser destacado. Afinal de contas, a participação das famílias garante importantes diferenciais na formação de crianças e jovens. Mas como essa aproximação pode ser viabilizada?

Comunicação é base

A comunicação entre as famílias e as escolas é fundamental. E isso pode ser feito de diversas formas. O uso eficiente das redes sociais pode ser um grande aliado desse objetivo. Tal como um aplicativo próprio da instituição que facilite essas interações. Boa dica, né?

Participação nas atividades

Outro ponto importante diz respeito à inserção da participação dos pais em algumas demandas escolares, propostas pelos professores, junto aos seus filhos. É claro que, dependendo da faixa etária, esse nível de participação pode ser maior ou menor. Mas o fato é que ele pode sim ser constante e trazer ótimos resultados.

Atividades específicas

Que tal oferecer às famílias atividades e eventos que sejam inteiramente voltadas para elas? Ora, isso não é nada complexo de ser feito. Rodas de conversas, reuniões, palestras e afins têm tudo para aproximarem ainda mais os pais das instituições de ensino. Basta que tudo seja feito guiado por um bom planejamento e que os temas a serem trabalhados nesses encontros e/ou atividades sejam, de fato, relevantes para todos.

Datas importantes

Ao longo do ano, diversas datas importantes dão margem para o desenvolvimento de uma série de ações. E nada melhor do que essas ações incluírem possibilidades de interações entre todas as partes direta ou indiretamente envolvidas nas vivências escolares. Aproveitando o “gancho”, isso pode muito bem impulsionar eventos que ocupem locais públicos das cidades, tais como praças, teatros e museus, servindo de atrativos a mais para viabilização dessa tão desejável e necessária inclusão plena.  

Vale ressaltar que essa integração não constitui algo a ser buscado apenas pela equipe pedagógica da instituição, mas por todos os profissionais que atuam no ambiente escolar. Quanto maiores forem os níveis de empatia e acolhimento, maior tende a ser o nível de integração em vigor nesse contexto. E aí, claro, todos ganham.