Como as famílias podem ajudar os jovens a lidar com mais confiança com as matérias que mais os preocupam?

25 de março de 2024


Não é segredo para ninguém que algumas disciplinas são consideradas verdadeiros “bichos-papões” na trajetória escolar da maioria dos estudantes. Matemática, física e química são alguns exemplos disso. No entanto, você sabia que as vivências em casa podem representar recursos valiosos que fortalecem o entendimento e o interesse dos jovens por essas frentes? 

Contextualização 

Incorporar exemplos do cotidiano nas lições pode tornar os conceitos abstratos mais tangíveis. Por exemplo, ao se estudar geometria, que tal usar objetos domésticos visando a ilustração de determinadas formas e ângulos? 

Experimentação prática 

A criação de experimentos simples em casa pode ajudar no esclarecimento de princípios científicos. Por exemplo: ao estudar reações químicas, a realização de experimentos que tenham por base ingredientes culinários pode dar vida a algo educativo e, ao mesmo tempo, divertido. 

Jogos educativos 

Jogos de tabuleiro, aplicativos relacionados à matemática e à Ciência podem transformar o aprendizado numa experiência lúdica e envolvente. Até porque constituem possibilidades nas quais todos podem (e devem) participar. 

Discussões em família 

A promoção de conversas informais sobre temas relacionados às disciplinas mais complexas pode estimular o pensamento crítico e a curiosidade. 

Tutoria em pares

Que tal incentivar irmãos mais velhos ou familiares próximos a ajudarem os mais novos nesse processo? Isso, além de facilitar a compreensão acerca de conceitos difíceis, pode fortalecer laços familiares. 

Visitas virtuais e experiências online 

O aproveitamento de recursos online, como vídeos educativos e simuladores interativos, pode enriquecer o aprendizado em casa, oferecendo perspectivas diferentes e complementares às aulas tradicionais. 

Apoio emocional

O reconhecimento e a validação dos sentimentos de frustração que muitas vezes surgem ao se lidar com disciplinas complexas é essencial. Ou seja, deve-se buscar a criação de um ambiente de apoio emocional e encorajamento visando aumentar a confiança e a motivação dos jovens quanto ao enfrentamento dos desafios escolares. 

Em suma, as vivências em casa oferecem oportunidades incríveis que têm tudo para enriquecerem o aprendizado de assuntos relacionados às mais diversas disciplinas. Ao se integrar atividades práticas, discussões familiares e recursos online, é possível tornar o processo de aprendizagem mais significativo para os estudantes.