Conheça a importância do storytelling em sala de aula

20 de janeiro de 2023


Aulas “engessadas”, sem espaço para inovação, criatividade, vestígios de humor, maior dinamicidade, ou quaisquer outros atributos que possam servir de atrativos para os estudantes não são, nem de longe, as maiores parceiras da plena aprendizagem, concorda? Sendo assim, “o que pode ser feito no intuito de melhor reter a atenção dessa galera jovem? ” Muitas coisas. Mas neste post o Blog da Vortex Educação irá focar – conforme prometido numa postagem anterior! – em mais uma forma de uso do storytelling: dessa vez transformando-o numa ferramenta educacional.

Relembrando o conceito

Provavelmente você não perdeu de vista o que vem a ser um storytelling. Mas reforçar aquilo que é importante nunca é demais. Então “só por desencargo de consciência”, vamos lá: storytelling é uma prática narrativa envolvente norteada por palavras e aparatos tecnológicos.

O storytelling é um recurso muito importante para aumentar o interesse dos alunos nas aulas.

“Entendi. Mas como usar isso em sala de aula?”

É aí que fica interessante. Em suma, tudo vai depender da criatividade e do quanto de si o (a) educador (a) em questão estará disposto (a) a colocar no storytelling. Porque uma história instigante e bem contada depende muito de técnicas de apresentação, com ritmos de fala e entonações adequados, além, claro, do suporte a ser dado por aparatos tecnológicos (neste ponto não precisa ser “nada de outro mundo”, basta que seja feito um uso otimizado acerca dos recursos disponibilizados pela instituição, por mais básicos que sejam). Tudo que puder estimular os sentidos e a imaginação dos alunos é sempre algo que precisa ser levado em conta. O processo de ensino-aprendizagem agradece!

Dicas importantes   

Transparência é vital. Um (a) educador (a) que compartilha, por exemplo, algumas das suas vivências enquanto ex-aluno (a) – claro, contextualizando-as com os assuntos a serem trabalhados nas aulas – gera uma aproximação quase imediata com os estudantes.

Outra dica valiosa: os alunos podem (e devem!) ter também protagonismo nesses momentos. Quanto maior o nível de engajamento, melhores serão os resultados conquistados. Eles podem contribuir perguntando, encenando, externando ideias e muito mais. As possibilidades são inúmeras!

Enormes benefícios

Além de facilitar o entendimento dos assuntos de todas as disciplinas por parte dos alunos, o storytelling em sala de aula ajuda os jovens a se tornarem ouvintes mais críticos e ativos, e isso certamente é algo que traz benefícios não apenas visando os tantos desafios da vida estudantil propriamente dita, mas também para as próprias vivências destes jovens no meio social como um todo.

E aí, curtiu? O storytelling costuma fazer parte das aulas ministradas na sua instituição?