Você sabe o que é a metodologia “hands-on”? 

26 de fevereiro de 2024


A metodologia “hands-on”, traduzida como “mão na massa”, é uma abordagem de aprendizado que coloca os estudantes no centro da ação. Nessa metodologia, o aprender não é apenas sobre ouvir ou ler, mas principalmente sobre fazer, experimentar e descobrir por meio da prática. 

Ao se adotar o “hands-on”, os alunos se encorajam e passam a explorar conceitos de forma tangível, usando suas próprias mãos para criar, construir e resolver problemas. Seja em experimentos científicos, projetos de arte ou atividades matemáticas, essa metodologia de ensino associa-se a benefícios significativos. 

Quais são esses benefícios? 

1. Compreensão prática: o aprendizado prático reforça conceitos abstratos, permitindo que os alunos entendam de maneira mais concreta e aplicada os assuntos que foram detalhados no âmbito teórico anteriormente.  

2. Engajamento profundo: os alunos se tornam participantes ativos em seu próprio aprendizado, aumentando o envolvimento e o interesse nas disciplinas estudadas. 

3. Estímulo à criatividade: a metodologia “hands-on” estimula a criatividade, na medida que encoraja os alunos a encontrarem soluções originais para os desafios e problemas que se apresentam. 

4. Memorização: a experiência prática contribui para uma memorização mais duradoura, uma vez que os alunos costumam associar conceitos a experiências concretas. 

5. Desenvolvimento de habilidades socioemocionais: trabalhando em projetos práticos, os alunos aprimoram habilidades como colaboração, comunicação e proatividade. Habilidades essas que são essenciais para o desenvolvimento pessoal e profissional de qualquer indivíduo. 

Ou seja… 

Parâmetros como agilidade mental, espírito empreendedor, senso de liderança e autonomia, percepção, criatividade, autoconhecimento, inteligência emocional (e muito mais!) são algumas das muitas competências adquiridas por ocasião do uso estratégico dessa ferramenta. 
Na verdade, a metodologia “hands-on” é muito mais do que uma ferramenta educacional. Trata-se de uma jornada empolgante que potencializa a sala de aula, enquanto espaço de descobertas que é, e que inspira uma paixão (que tem tudo para ser bem duradoura) pelo aprendizado.