Seus coordenadores pedagógicos estão alinhados com as demandas mais atuais do ensino?

13 de novembro de 2023


De maneira geral, as funções de um Coordenador Pedagógico sempre foram bem definidas no contexto educacional. Ou seja, sempre coube a esses profissionais o desenvolvimento de um papel de liderança e, claro, de coordenação junto aos componentes da equipe docente da instituição.

Essas tarefas, por natureza, já incluem desafios importantes. Mas, tendo em vista algumas peculiaridades (que são inerentes ao contexto educacional brasileiro), outras atribuições associam-se aos ocupantes desses cargos.

Quais são essas peculiaridades? 

Por aqui, muitos educadores lecionam em várias instituições a fim de obterem rendimentos mais compatíveis com as suas necessidades. E cada instituição tem suas próprias diretrizes quanto ao Projeto Pedagógico. Assim, os coordenadores pedagógicos de cada escola também precisam levar esse fato em conta. Até para que possam apresentar de forma mais eficiente as propostas pedagógicas das instituições nas quais atuam, e de modo a transpassarem quaisquer dificuldades que sejam causadas por essas diferenças institucionais. Além disso, com a criação da Base Nacional Comum Curricular e a implementação do Novo Ensino Médio, os desafios inerentes à coordenadoria pedagógica só aumentaram.

Pensa que acabou? Não, não. Outros fatores também vieram para reinventar o “modus operandi” dos coordenadores pedagógicos

Como sabemos, a pandemia desencadeada pela proliferação do novo coronavírus abalou o mundo, todos os setores da sociedade. E, nesse contexto, o âmbito educacional não constituiu uma exceção, bem pelo contrário. Assim, vários desses danos persistem, mesmo num cenário pós-pandêmico. Danos esses que também têm importância.

Agora, já é possível perceber de forma mais nítida os déficits de aprendizagem que vários alunos apresentam, especialmente quando se trata de crianças (por estarem em fases cruciais do processo de alfabetização). Problemas de ordem emocional foram potencializados. E professores, em não raras vezes, têm se mostrado sobrecarregados.

Por isso, há de se pensar em estratégias (com foco no aprimoramento constante da proposta de ensino da instituição) que possam superar os desafios propostos por essa conjuntura que, sob muitos aspectos, tem se mostrado tão complexa. Reflexões profundas acerca da prática docente (que fomentem inovação e atribuam protagonismo aos alunos dentro do contexto do processo de ensino-aprendizagem) são imprescindíveis. E tudo isso tem, sim, na atuação dos coordenadores pedagógicos seu grande “pré-requisito” para que possa ser, de fato, viabilizado na prática.

E aí, curtiu? Como tem se mostrado a coordenadoria pedagógica da sua instituição na atualidade?