Mulheres que inspiram, mulheres que transformam!

8 de março de 2024


Neste dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, a Vortex Educação destaca um pouco da inspiradora história de vida da coordenadora pedagógica Francisca Carvalho, mulher empoderada e cheia de energia que, ao seu modo, tem redefinido lindamente o arcaico conceito que se associa à expressão: “isso é coisa de mulher”. 

Mulheres que inspiram, mulheres que transformam: buscam a excelência em tudo o que se propõem a fazer!

Francisca é alérgica à acomodação. Não sabe fazer algo “só por fazer”. Ela sempre tem uma meta bem clara para atingir e não descansa até realizar tudo o que deseja: “minha jornada até aqui tem sido uma experiência de muito aprendizado e de contínuo crescimento pessoal. Desde o início da minha carreira, eu tenho buscado oportunidades desafiadoras que me permitam expandir meus horizontes e desenvolver minhas habilidades. Nunca fico limitada ao que me propõem. Sempre busco fazer a mais. Assim, eu consigo me desenvolver melhor, buscando sempre fazer o máximo em tudo o que me proponho a fazer”, relata.   

Mulheres que inspiram, mulheres que transformam: são autoras de livros!

Em 2023, Francisca foi um dos grandes destaques da Vortex Educação por ter produzido um livro sobre educação financeira, além de realizar com maestria outras tantas missões na nossa instituição. Conquistas como essas, claro, aquecem seu coração e, muito mais do que isso, mostram quão assertivo é o caminho que ela tem trilhado: “ao longo da minha carreira eu tive várias conquistas significativas que me encheram de orgulho. Destaco os livros que eu escrevi, os quais demonstraram minha dedicação, trabalho árduo e capacidade de superar desafios. Sem contar que, através do meu trabalho, consigo ajudar a minha família”, afirma.  

Mulheres que inspiram, mulheres que transformam: fazem os próprios caminhos!

Para nossa coordenadora pedagógica, “coisa de mulher” é qualquer atividade, interesse ou habilidade que uma mulher deseja explorar, ou dominar. Ela não acredita em limitações baseadas no gênero e crê firmemente que todas as mulheres têm o direito de perseguir seus interesses, paixões e objetivos, independentemente das suas expectativas sociais. 

“Eu me sinto desafiada e motivada a quebrar esses estereótipos associados às mulheres em diversas áreas. Acredito que é fundamental desafiar esses paradigmas. Não apenas para mim, mas também para inspirar outras mulheres a seguirem seus próprios caminhos e alcançarem os seus objetivos”, diz. 

Apesar de todas as dificuldades, Francisca não perde a fé num futuro que valorize as mulheres devidamente. Um futuro que priorize a igualdade e a democratização plena que deve envolver os atos de sonhar e de realizar: “eu desejo ver um mundo no qual todas nós tenhamos igualdade de oportunidades para desenvolvermos em todas as esferas da vida. Um mundo no qual não sejamos julgadas com base no gênero, mas, sim, por seu caráter, por sua habilidade, por suas contribuições. Sonho com um futuro no qual as mulheres possam alcançar seu pleno potencial e se tornarem líderes influentes em suas comunidades”, finaliza.