Você sabe o que é metacognição?

29 de setembro de 2023


No âmbito educacional, alguns termos podem, sim, ser mais complexos do que outros. Esse é o caso da metacognição, a qual muitas pessoas desconhecem, ou mesmo conhecem de forma limitada. Por isso, neste post, o Blog da Vortex Educação vai se aprofundar nesse tema e revelar dicas que podem ajudar os educadores a desenvolverem esse conceito, na prática, junto aos seus alunos.

Fique por dentro

Metacognição é a capacidade que o indivíduo tem de analisar – sob os mais diversos âmbitos – o próprio processo cognitivo. É aprender com consciência, consistência, com conhecimento de causa. Ou seja, é saber aprender, o que inclui até mesmo o desenvolvimento de estratégias que tudo têm para otimizarem esse aprendizado. É pensar sobre o pensar, é entender os porquês, é transcender, como o próprio nome sugere, o conceito que traduz a própria cognição.  

Essa habilidade pode começar a ser desenvolvida já na primeira infância. E, uma vez iniciada, deve se estabelecer de maneira ininterrupta.

Papel essencial

O desenvolvimento da metacognição vai de encontro a um mundo em grande parte regido por imediatismos e respostas superficiais. Mas o fato é que ela constitui uma ferramenta imprescindível, especialmente quando se trata da formação global de crianças e jovens. Ela ajuda os alunos a participarem de forma ativa do processo de ensino-aprendizagem e, por isso, associa-se a alguns benefícios muito importantes. Ou seja, além de potencializar o nível de aprendizado, a metacognição ajuda os estudantes a ficarem mais independentes, autônomos e proativos. E, claro, auxilia bastante no fortalecimento do senso crítico.   

Como as escolas podem ajudar crianças e jovens a desenvolverem habilidades metacognitivas?

Primeiramente, há de se considerar a necessidade de se investir no aprimoramento da formação dos educadores de modo a fazer com que eles fiquem bem inteirados acerca desse tema e de toda importância que o permeia. Num segundo momento, cabe aos educadores esclarecer, junto aos estudantes, os pormenores relacionados a essas habilidades. Como? Detalhar o conceito, explicar a dinâmica de funcionamento do mesmo, mostrar a importância da metacognição para a formação não apenas no âmbito das questões estudantis, mas, também, na própria formação do indivíduo como um todo, enquanto ser humano, enquanto cidadão.

Outra forma de abordagem desse tema diz respeito à chamada “construção de links” para os alunos. Isso diz respeito à vinculação de significado com relação às diversas situações de aprendizagem que surgem. Essas associações (links) ajudam demais no entendimento acerca do que é a metacognição e de tudo que pode ser feito no intuito de desenvolvê-la.   

E aí, curtiu? Os professores da sua escola ajudam seus estudantes a desenvolverem habilidades metacognitivas?