Meios de comunicação em prol do ensino: sua escola oferece uma educação midiática realmente sólida?

14 de novembro de 2022


Na chamada “era da informação”, o fluxo de notícias propagadas pelos mais diversos meios de comunicação tem se tornado algo cada vez mais “frenético” (ainda mais se tratando dos meios digitais). A cada instante, um turbilhão de conteúdos vem à tona para todos os públicos e a necessidade por uma “filtragem crítica” acerca daquilo que é consumido nesse contexto se faz essencial, especialmente por parte dos adolescentes.

Até porque na “via das informações” também transitam as desinformações, ou “fake news”, como estão sendo mais conhecidas atualmente, e nem sempre esse tão importante trabalho de diferenciação constitui algo simples de ser feito. Assim, a escola tem tudo para ser uma das protagonistas nessa missão de “abrir os olhos e a mente” dessa galera jovem – com destaque a ser dado para conteúdos expostos a cada segundo nas redes sociais.

E como a escola pode exercer esse protagonismo?

A resposta é simples: através da educação midiática – “ferramenta” através da qual aspectos como o desenvolvimento do senso crítico e do nível de leitura são priorizados tendo em vista as informações (e possíveis desinformações) que são o tempo todo disseminadas.

Vale ressaltar que a Base Nacional Comum Curricular – BNCC – deixa claro que a educação midiática precisa se fazer presente nas matrizes curriculares das instituições de várias formas, o que faz com que esse assunto, claro, nunca “saia de moda”.

Imagem: reprodução/freepik

Grandes benefícios

Uma educação midiática bem estruturada garante uma série de benefícios para os estudantes. Eis as principais: leitura críticapoder de análise crítica acerca dos diversos produtos midiáticos, uso criativo e responsável das ferramentas midiáticasfluência digital, e, dentre muitos outros, noções ainda mais aprofundadas acerca de temas como cidadania e responsabilidade social. Tais conceitos encontram nos trabalhos voltados para este tema os terrenos mais férteis para que possam aflorar de maneira realmente satisfatória, eficiente.

Exemplo de atividade voltada para educação midiática  

Um texto sobre um assunto que esteja bastante em evidência acerca do qual os alunos poderão: analisar as informações expostas e o contexto abordado; fazer uma pesquisa detalhada que possa comprovar (ou não) a credibilidade da fonte; comparar o texto em questão com outros materiais voltados para o mesmo assunto; citar os motivos que fazem desse texto algo que de fato é regido (ou não) por interesse público; elaborar uma argumentação própria a respeito do que foi lido. Essa é apenas uma das possibilidades a serem trabalhadas. Várias outras podem ser concebidas, dependendo, para tanto, de parâmetros como criatividade e poder de observação por parte dos educadores.

E aí, curtiu? Quais são as outras formas das quais a sua escola se utiliza para fazer com que os alunos fiquem por dentro de tudo que é referente à educação midiática?