Como criar um encontro pedagógico de qualidade? 

15 de janeiro de 2024


Uma das principais funções das escolas, além de oferecerem um ensino de qualidade para os estudantes, é garantir a Formação Continuada dos seus professores visando o aperfeiçoamento constante das vivências que são praticadas dentro e fora das salas de aula. 

O projeto político-pedagógico (PPP) e o currículo escolar precisam estar sempre em pauta. Nesse sentido, os encontros pedagógicos vêm ao encontro dessas necessidades e, claro, não podem ser feitos “de qualquer forma”. Por isso, neste post, o Blog da Vortex Educação traz algumas dicas bem legais acerca de como se pode otimizar esses momentos que são tão importantes. Confira! 

1. Sem o peso da obrigação 

Primeiramente, o coordenador pedagógico e sua equipe de apoio devem pensar em estratégias que tirem “o peso da obrigação” de quem for participar do encontro. Afinal, esses eventos devem ser encarados como oportunidades de crescimento. Ou seja, quanto mais dinamismo e descontração houver, melhor. 

2. Como sempre, o planejamento  

As pautas devem ser organizadas de maneira prévia, considerando-se o tempo destinado aos encontros, e as atividades devem ser distribuídas de modo que possam, de fato, ser plenamente vivenciadas, seguindo uma espécie de roteiro. Um exemplo: apresentação da pauta e dos objetivos; momento cultural (inspirador); breve avaliação do encontro pedagógico anterior; reflexões em torno da pauta atual; sistematização das ideias discutidas; momento de reivindicações dos professores; agendamento de um próximo encontro; e, por fim, um simples momento de confraternização.  

3. Valorização 

“Toda hora é hora” para que se valorize um profissional. Mas encontros pedagógicos são ainda mais propícios para que os docentes se sintam ainda mais prestigiados pelos membros da alta gestão da instituição. Afinal, além dos professores e da coordenação pedagógica, costumam participar dessas reuniões membros da diretoria.  

4. Adaptação à BNCC 

O ensino oferecido pela instituição precisa estar alinhado à Base Nacional Comum Curricular, BNCC. Logo, é essencial que toda a equipe docente esteja bem atenta a essas demandas para que possíveis desencontros, nesse contexto, sejam sempre evitados.

5. Vários assuntos em vista 

A Formação Continuada dos professores pode (e deve) ser pauta nesse tipo de evento. Além de assuntos que são inerentes às demandas mais atuais do segmento, tais como: “como utilizar a tecnologia de modo a fazer com que ela seja uma aliada dos processos de gestão e do ensino?”. E também assuntos básicos que são igualmente relevantes. Quer uns exemplos? Vamos lá: quais são as necessidades estruturais que podem ir ao encontro da otimização das aulas? Qual tem sido o nível de satisfação da equipe docente? Quais são as principais ações e eventos que devem vir à tona ao longo de todo o ano? Tudo isso (e muito mais) tende a gerar ótimos debates nos quais todos os participantes, especialmente os professores, devem ter vozes ativas

E aí, curtiu? Que outras ações você leva em conta na hora de pensar num encontro pedagógico que seja, de fato, enriquecedor para todos?