Educação e metaverso? Sim, eles combinam. E muito!

3 de março de 2023


Ambientes – on-line e 3D – que retratam os mais diversos cenários. Cenários que propiciam a realização de trabalhos. Ou mesmo encontros. Ou mesmo vivências em jogos. Uma interação bem dinâmica do mundo virtual com o mundo real. E muito mais: o metaverso veio para ficar. E é claro que a área da Educação está inserida nesse contexto. Mas você sabe como? E quais são os aspectos positivos relacionados à crescente participação dessa ferramenta no universo do ensino?

Múltiplas possibilidades

Todas as disciplinas podem ser trabalhadas no metaverso. Para tanto, os objetivos precisam estar devidamente claros, a fim de que haja uma otimização do tempo e que os resultados esperados sejam alcançados. Nesse planejamento, a criatividade do professor precisa vir ainda mais à tona. Tal como suas habilidades no que tange ao aproveitamento pleno desse aparato tecnológico. Logicamente, tudo isso demanda o cumprimento detalhado de algumas etapas. E, além disso, um investimento considerável sob o ponto de vista financeiro.

Benefícios importantes

Conquistar a atenção dos estudantes, diante de experiências que soam tão reais e interativas, fica bem mais fácil. Além disso, o metaverso permite que os jovens ousem muito mais na jornada do conhecimento, uma vez que são colocadas “para jogo” possibilidades que não seriam condizentes com o mundo real devido aos muitos perigos que poderiam entrar em cena. 

Aos poucos, o metaverso vai se tornando uma importante ferramenta em prol da educação.
Aos poucos, o metaverso vai se tornando uma importante ferramenta em prol da educação.

Outro ponto importante: os professores têm autonomia para garantir que os ambientes e as atividades propostas sejam harmônicos. Ou seja, é possível que sejam controladas as interações entre os alunos de modo que práticas indesejáveis de bullying, por exemplo, sejam evitadas com maior eficiência. No mundo real, a implementação desse tipo de restrição, por sua vez, já representa algo muito mais complexo de ser feito.

No metaverso, passado, presente e futuro podem ser experimentados de forma realista. E isso tem tudo para que os jovens abram ainda mais a mente e potencializem ainda mais, dentre muitas outras frentes, o nível de absorção dos conhecimentos.

Atenção: ressalvas precisam ser feitas

Que a tecnologia exerce um poder de atração muito grande junto aos jovens, ninguém tem dúvidas. Até por isso há de se ter cuidado para que os estudantes não se sintam dependentes do metaverso para aprender. Estamos tratando aqui de uma ferramenta, de uma possibilidade adicional que pode fazer muita diferença em meio a esse contexto. Logo, ela não veio para substituir os métodos tradicionais de ensino, mas, sim, para se somar a eles. Até porque uma minoria de instituições educacionais dispõe de recursos financeiros nesse momento que possam viabilizar adequadamente a construção dessa estrutura tão inovadora.